Crítica: Maze Runner: A Cura Mortal

      Maze Runner: A Cura Mortal 💉 é um filme que mostra Thomas e seus amigos correndo para resgatar Minho e derrubar a organização chamada CRUEL, que faz de tudo para encontrar uma cura para o vírus mortal que assola a humanidade.
      O filme é dirigido por Wes Ball e estrelado por Dylan O'Brien como Thomas, Kaya Scodelario como Teresa, Thomas Brodie-Sangster como Newt, Ki Hong Lee como Minho, Will Poulter como Gally, Rosa Salazar como Brenda, Patricia Clarkson como Ava Paige e Aidan Gillen como Janson.
PONTOS POSITIVOS 👍
    O enredo te prende completamente.
    As cenas de ação são super empolgantes.
    Os efeitos especiais são ótimos.
    O romance entre o personagem Thomas e a personagem Teresa é muito fofo.
    O ator Dylan O'Brien está simplesmente incrível como o protagonista.
PONTOS NEGATIVOS 👎
   O filme é meio óbvio e um tanto previsível.
PONTOS ADICIONAIS
   Esse é o terceiro e último filme da saga Maze Runner, sendo antecedido por "Maze Runner: Correr ou Morrer" e "Maze Runner: Prova de Fogo", todos estrelados por Dylan O'Brien como Thomas, Kaya Scodelario como Teresa e Thomas Brodie-Sangster como Newt.
    O filme foi baseado no livro de mesmo nome de James Dashner.
   O longa estreou no Brasil em 25 de janeiro de 2018 e está em cartaz nos cinemas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Especial: A Heroína E A Vilã De Cada Signo

Especial: Os Vestidos Mais Incríveis Usados em filmes

Crítica: Descendentes 2